• RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Segurança Alimentar

28/12/2018 18:12

Segurança alimentar é destaque na atuação da SJDHDS em 2018

Durante o ano de 2018, as políticas sociais de redução da vulnerabilidade alimentar da população avançaram consideravelmente com ações e projetos do Governo do Estado da Bahia. Com os Programas de Aquisição de Alimentos (PAA), PAA Leite e Cisternas, além de dois Restaurantes Populares, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) ampliou suas ações para alimentos destinadas as famílias mais pobres e a garantia de renda para os agricultores familiares da Bahia.

Nas zonas rurais de dezenas de municípios baianos, as cisternas aliviaram o convívio com a seca e ajudaram a população a manter a dignidade mesmo nos momentos mais difíceis. Este ano foram implementadas e entregues 5.677 mil estruturas hídricas que, juntas, são capazes de armazenar um volume de 90 milhões de litros de água, garantindo o direito à água para milhões de baianos e baianas em 98 municípios. “O programa tem por finalidade melhorar a vida do homem do campo, proporcionando acesso à água de qualidade e em quantidade suficiente para consumo das famílias que moram no semiárido baiano”, disse Rose Pondé, superintendente de Inclusão e Segurança Alimentar/SJDHDS.

Ainda na atuação para as famílias que vivem no interior da Bahia, especialmente nas zonas rurais, a SJDHDS alavancou os programas PAA Leite e PAA Alimentos para o fortalecimento da agricultura familiar na Bahia, além de garantir acesso à alimentação digna e de qualidade para milhares de pessoas. Na modalidade Leite, até o mês de novembro deste ano, o PAA distribuiu 5,6 milhões de litros em 78 municípios.

De acordo com Pondé, esse volume de investimento têm contribuído para combater a fome e a desnutrição infantil por meio da distribuição gratuita de leite às gestantes, idosos e crianças, de dois a sete anos, que pertencem a famílias inscritas no Cadastro Único do Governo Federal, além dos Povos Indígenas e Comunidades Quilombolas. “Um público bem diverso e que necessita de nossa atuação cada vez mais forte e crescente no Estado”, pontuou a superintendente.

Já na modalidade Alimentos, foram adquiridos e distribuídos mais de 2,5 milhões de quilos de alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social em 61 municípios na Bahia. O programa atua na destinação de alimentos a centenas de famílias em situação de vulnerabilidade social. Na outra ponta, famílias que vivem da agricultura familiar ganham renda ao participarem do programa como fornecedores. Nesta modalidade, o público é, prioritariamente, agricultores e consumidores que possuem renda per capita de até R$ 70 por família.

Restaurantes Populares

Em paralelo à atuação no interior da Bahia, em municípios de diferentes portes, a Sisa/SJDHDS atou também na redução da vulnerabilidade alimentar de milhões de pessoas que vivem na capital baiana. Nas duas unidades dos Restaurantes Populares em Salvador, nos bairros da Liberdade e do Comércio, foram servidas mais de 1,2 milhão de refeições. Boa parte dos produtos são originários da agricultura familiar, gerando renda para as comunidades, além de assegurar o acesso a alimentação dos 5 mil comensais que frequentam diariamente os restaurantes, pagando, apenas, o valor de R$ 1,00.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.