• RH Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Pelô Acessível

Este é um projeto piloto voltado a pessoas com deficiência que visa a permitir às pessoas o acesso universal, independente de condição de mobilidade, aos espaços e equipamentos do Centro Histórico de Salvador. 
Neste piloto, uma rota acessível do Centro Histórico constitui um circuito cuja execução dividiu-se em três fases. A primeira delas compreende o percurso com início no Cruzeiro de São Francisco, desenvolve-se pela Rua Gregório de Matos, chega ao Largo do Pelourinho e volta pela Rua Alfredo de Brito até o Terreiro de Jesus, onde fecha o circuito no ponto de partida.

A segunda fase de execução da rota acessível estende-se pela Rua das Laranjeiras, ligando o estacionamento com acesso pela Baixa do Sapateiro ao Terreiro de Jesus. A terceira fase conecta a Igreja de São Francisco e Ordem 3ª do Carmo à Rua das Laranjeiras. 

O projeto propôs a manutenção das calçadas existentes, alargando em uma das laterais das ruas, utilizando como pavimentação concreto lavado de alta resistência e meio fio de granito flameado.

Para os pontos de cruzamento entre as transversais, foram construídas travessias em concreto ciclópico revestidas em pedra “cabeça de nego”. Esta solução cria um piso com alto grau de regularidade (evitando trepidação) mantém a linguagem do arruamento, de forma a não comprometer a leitura do espaço urbano.
Este projeto é chamado de módulo de acessibilidade na perspectiva de ampliar esta concepção a outros espaços da cidade.

Ainda que não alcance todo o sítio histórico de Salvador, a concepção desta rota parte dos princípios estabelecidos pela Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, pela NBR-9050/04, pela Lei 10.098/00 e pelo Decreto 5296/04. 

Recomendar esta página via e-mail: