• CORONAVÍRUS
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário
  • CILBA
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Redução de Danos

23/11/2021 15:11

SJDHDS promove última capacitação do Sistema Bahia Viva para as Comunidades Terapêuticas em 2021

Nesta terça-feira (23), a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) realizou mais uma capacitação do Sistema Bahia Viva. A participação dos profissionais que atuam nas Comunidades Terapêuticas marcou mais uma etapa da formação continuada. Com o tema "A Política de Redução de Danos como estratégia de Enfrentamento ao Racismo e Promoção da Igualdade Racial", o encontro foi o último de 2021. 

A reunião teve mais de 45 participantes conectados simultaneamente e foi conduzida pelo sociólogo e redutor de danos, Marcelo Santana Arouca, que desenvolveu o debate a partir da música "14 de maio", do cantor Lazzo Matumbi. 


Arouca trouxe reflexões sobre o racismo e suas consequências como, por exemplo, o preconceito e a discriminação sofrida por negros na sociedade. Tópicos como estereótipo; preconceito; discriminação; raça; e racismo também foram contextualizados e debatidos durante o encontro. 

O encontro ainda contou com a participação de Denise Tourinho, superintendente de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis da SJDHDS. Tourinho citou a necessidade do desenvolvimento de mecanismos psicossociais que auxiliem todas as pessoas envolvidas no programa, independente do momento da ajuda.

"Essas capacitações reforçam a perspectiva de que o acolhido nas Comunidades Terapêuticas precisa ter suporte para dar continuidade a sua vida lá fora, ao concluir o tratamento e voltar a reinserção social. Então, nosso trabalho precisa ser cada vez mais qualificado, trabalhando nas Comunidades temas como saúde, educação, profissionalização, esporte e lazer, empreendedorismo e temáticas sociais", pontuou Tourinho. 

"Esses temas precisam ser discutidos e fortalecidos com essas pessoas. Assim, mesmo depois de desligadas das instituições, elas terão um melhor desempenho e atingirão melhores resultados na retomada da vida social", destacou a superintendente. 

As capacitações são promovidas pela Superintendência de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis da SJDHDS e têm o objetivo de promover atualizações técnicas e teóricas da clínica de Álcool e outras Drogas e temáticas voltadas para a garantia dos Direitos Humanos.

O encontro também contou com a participação da Diretoria de Prevenção e Redução de Danos, Emanuelle Santos Silva. 

Sobre as Comunidades Terapêuticas 

São instituições que prestam serviços de atenção a pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de substâncias psicoativas. As comunidades terapêuticas oferecem aos dependentes químicos um ambiente de convívio sem o uso de substâncias psicoativas (SPAS) das drogas e a oportunidade de adotar novos hábitos de vida.

Acompanhe a SJDHDS nas redes: FacebookTwitter, FlickrInstagram e YouTube.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.