• CORONAVÍRUS
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário
  • CILBA
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Justiça Social

20/10/2021 08:10

Coro Juvenil do NEOJIBA estreia ópera barroca "Dido e Enéias", com direção cênica de Márcio Meirelles e regência de Lucie Barluet

Pela primeira vez, o Coro Juvenil do NEOJIBA, principal formação de canto coral do programa social do Governo da Bahia, irá encenar uma ópera. A obra escolhida foi "Dido e Enéias", do britânico Henry Purcell, com direção cênica de Márcio Meirelles e direção e regência musical de Lucie Barluet. A estreia acontece neste sábado, 23/10, às 11h, no Teatro Vila Velha, com a presença do público. O evento irá seguir todos os protocolos sanitários vigentes em Salvador. Outras três sessões serão realizadas nos dias 23, às 16h, e no dia 24/10, às 11h e 16h, como parte da programação de aniversário dos 14 anos do NEOJIBA. Os ingressos estarão disponíveis gratuitamente no Sympla a partir do dia 22/10.

Considerada uma das grandes obras do período barroco, a ópera em três atos estreou em Londres, em 1689. A obra conta a história de amor e poder entre a rainha de Cartago Dido, e o herói troiano Enéias, um dos episódios do poema épico “Eneida”, de Virgílio. Na montagem do NEOJIBA, com 2 elencos, os personagens principais serão interpretados por Maria Fernanda Cardoso e Alexsandra Brasileiro, no papel de Dido, e Iuri Nery e Samuel Ressurreição, no papel de Enéias. A encenação conta com a Orquestra 2 de Julho, principal formação orquestral do programa, sob regência de Lucie Barluet.

A preparação para a encenação da ópera começou em agosto deste ano, durante a terceira edição do Festival NEOJIBA Encanta, realizada pelo programa. Na ocasião, a cantora lírica Marília Vargas realizou masterclasses de interpretação vocal e o diretor Márcio Meirelles comandou workshops de encenação e ensaios abertos. Ao final do evento, o Coro Juvenil apresentou o primeiro ato da ópera, que permanece disponível no canal do NEOJIBA no Youtube (/neojibatv). 

Márcio Meirelles era o secretário de Cultura da Bahia quando o programa foi fundado, nesta secretaria, em 2007. O diretor falou sobre os desafios de encenar uma ópera. "É importante esses jovens se apropriarem de uma coisa que é patrimônio do mundo, que é a ópera. É uma forma teatral e musical complexa, bonita, forte. Parece uma coisa antiga, de outro lugar, mas é nossa. Estamos discutindo o poder, o papel da mulher, das relações. É importante para todos nós. É uma história que tem muito a ver com o nosso tempo".

A maestrina Lucie Barluet também destacou o caráter atemporal da obra. "É uma história antiga, mas a gente conta com o que a gente tem hoje. Foi muito interessante o processo de entender o sentido e o poder de cada palavra, cada canto". 

O Aniversário de 14 anos do NEOJIBA é uma ação do Ministério do Turismo e Governo Federal, através da Lei de Incentivo à Cultura, e conta com o patrocínio da Solar Coca-Cola. O NEOJIBA é um programa social do Governo da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social pela Música (IDSM).


Apresentação da ópera "Dido e Enéas", de Henry Purcell
Com o Coro Juvenil do NEOJIBA. Direção de Márcio Meirelles e Lucie Barluet 
23 e 24/10, às 11h e 16h
Teatro Vila Velha, Passeio Público - Av. Sete de Setembro

Com a presença do público. Ingressos gratuitos pelo Sympla, disponíveis no dia 22 e 23/10, na véspera da realização dos eventos

⚠️ Leve o seu cartão de vacinação, comprovando que já tomou as duas doses da vacina ou a dose única, para assistir ao evento. 
⚠️ Pedimos a todos(as) que assistirem à apresentação presencialmente e apresentem qualquer sintoma de COVID-19 em até 7 dias para entrar em contato pelo e-mail: contato@neojiba.org ou pelo telefone: 71 3044-2959.

Ficha técnica
Márcio Meirelles: Encenação - Direção cênica
Chica Carelli: Assistente de direção 
Ariel Ribeiro: Coreografia e preparação corporal
Paulo Martins: Assistente de elenco
Miguel Campelo: Figurinista
Lucie Barluet: Direção e regência musical 
Bruno Nunesmaia:  Pianista correpetidor 
Coro juvenil do NEOJIBA 
Orquestra 2 de julho 

Solistas do Coro Juvenil: 

Dido - Maria Fernanda de Jesus Cardoso / Alexsandra Costa Brasileiro 
Belinda - Camila Ceuta Ramos Silva / Ana Cele Brandão de Cerqueira
Segunda Mulher  - Emyle Magna Santos Barbosa / Ana Carolina Santos de Jesus
Feiticeira - Ari Sergio Barbosa / Pedro Novaes Picanço Oliveira
Bruxa 1 - Emyle Magna Santos Barbosa / Alessandra dos Santos Lima
Bruxa 2 - Alana Oliveira da Silva / Ana Carolina Santos de Jesus / Ari Sergio Barbosa
Enéas - Iuri Nery Conceição / Samuel da Silva Ressurreição
Espírito - Edivanildo Santos De Oliveira Junior / João Henrique Souza e Souza
Marinheiro - Thiago Alves Pereira / João Marcelo Nascimento Santana

Sobre o NEOJIBA

Criado em 2007, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) promove o desenvolvimento e integração social prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O programa é mantido pelo Governo do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, e gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social Pela Música. Em 14 anos, o NEOJIBA atendeu, direta e indiretamente, mais de 10 mil crianças, adolescentes e jovens entre 6 e 29 anos. Atualmente, o programa beneficia 1970 integrantes diretos em seus 13 núcleos e 4.500 indiretos em ações de apoio a iniciativas musicais parceiras.

Acompanhe a SJDHDS nas redes: FacebookTwitter, FlickrInstagram e YouTube.

Fonte: Ascom NEOJIBA

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.