• CORONAVÍRUS
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário
  • CILBA
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Direitos Humanos

13/01/2021 12:01

Jovens baianos tomam posse no Conselho Estadual de Juventude

Em solenidade realizada de forma virtual, na manhã desta quarta-feira (13), os novos membros da Mesa Diretora do Conselho Estadual de Juventude (Cejuve), vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), tomaram posse para a gestão o biênio 2020/2022. 

Presente no ato, o titular da SJDHDS, secretário Carlos Martins destacou a importância do momento e os desafios dos integrantes do Conselho. Para ele esse é um período histórico e importante, que apresenta um desafio grande para todos. “O mundo enfrenta uma situação grave e atípica, não podemos nos reunir, abraçar e fazer novos amigos. A pandemia fez voltar a miséria e ampliou a exclusão social. Enfrentamos dias complicados, com alta na violência e na mortalidade dos nossos jovens, então, mais do que nunca precisamos de políticas públicas destinadas a esse público. Ações do governo que cheguem até a juventude, que tenham impacto nas suas vidas e ofereçam oportunidade”, disse Martins. 

“A secretaria está à disposição do Cejuve. Desejo que esse seja um Conselho efetivo, sólido e que por meio dele possamos fazer mais políticas públicas e alcançar um número cada vez maior de jovens, nas diversas áreas da Bahia. Sejam bem vindos”, concluiu Carlos Martins. 

O Cejuve é o principal instrumento de defesa dos direitos da juventude baiana e um importante espaço de diálogo entre o governo e a sociedade civil para formulação, acompanhamento e monitoramento das políticas de juventude. A posse de novos conselheiros simboliza a renovação não só do Cejuve, mas para as políticas de juventude na Bahia. 

Para o superintendente de Direitos Humanos da SJDHDS, Jones Carvalho, presente na posse, a nova mesa diretora significa mais do que a renovação de pessoas, é a renovação de ideias. “O Cejuve é uma forma organizada de segmentos importantes da juventude cumprirem esse papel e de melhorarem a vida das pessoa, o conselho é uma  oportunidade de pensar e agir para criarmos  políticas públicas para enfrentarmos a dura realidade do Brasil e do mundo”, afirmou. 

O ato de posse também contou com a participação do presidente do Conselho Nacional de Juventude, Marcus Barão, que fez uma breve apresentação de ações do conselho nacional. Para Barão, o Conselho precisa ter a “capacidade de influenciar a vida dos jovens do Brasil, construir propostas de jovens para jovens. São vários os desafios para a resolução de problemas sistêmicos e crônicos, que matam jovens todos os dias. Para solucionar isso é preciso de um plano, é necessário termos estratégias e um conselho cada vez mais consistente, independente e dando voz ao jovem”.  

Já representando as entidades da sociedade civil, esteve a conselheira Layane Clara, que defendeu um Cejuve solidificando e disse que a renovação da mesa é “motivo de esperança e força para continuarmos defendendo a juventude e o povo baiano. Vamos fazer um conselho cada vez mais responsável e comprometido com a sociedade e juntos vamos lutar para combater o negacionismo instalado no Brasil”. 

A cerimônia de posse a também contou com a participação de Fernanda Sampaio, coordenadora de Políticas para a Juventude (Cojuve), da SJDHDS. 
Após a posse,  ocorreu a reunião de eleição da mesa diretora do Cejuve para o ano de 2021, tenso sido eleitos:  Ronald Castro, da Secretaria de Trabalho Emprego e Renda, como presidente do Conselho, Sheyla Klicia, representante da Rede Sapatá,  como Vice-Presidenta e Marla Menezes,  da Cojuve , como secretária executiva.

Cejuve 

Criado em 2008, via decreto, e fortalecido com a sanção da Lei Estadual em 2015, o Cejuve é um órgão colegiado, de caráter consultivo, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) do Governo do Estado da Bahia. O Conselho tem a função de promover o debate sobre temas relacionados à juventude e procurar soluções para as questões e desafios enfrentados pelos jovens da Bahia como educação, saúde, cultura, trabalho e outros segmentos. 

O Cejuve é formada por 20 representantes do Poder Público, entre titulares e suplentes, de secretarias que desenvolvem ações e projetos direcionados à juventude, e 40 representantes da sociedade civil, entre titulares e suplentes, de entidades, movimentos sociais, redes de jovens e organizações não-governamentais.


Composição da mesa diretora:

ASSOCIAÇÃO E ENTIDADES 

Cadeira: Cultura e Educação 
Titular: Bumbá Escola de Formação Artística 
Suplente: Associação Carnavalesca Bloco Afro OLODUM 
 
Cadeira: Instituição de Pesquisa 
Titular: Associação Brasileira de Psicologia na Assistência Social – ABRAPAS 
Suplente: Instituto Americano de Moda Comunicação e Arte – IAMCA 
 
Cadeira: Jovens com Deficiência 
Titular: Associação Educacional Sons do Silêncio – AESOS 
Suplente: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Jequié – APAE 
 
Cadeira: Juventude Partidária 
Titular: Juventude do Partido dos Trabalhadores – JPT 
Suplente: União da Juventude Socialista – UJS 
 
Cadeira: Juventude Religiosa 
Titular: Cáritas 
Suplente: Pastoral da Juventude 
 
Cadeira: Mídia, comunicação e tecnologia da informação 
Titular: Serviço de Assistência Socioambiental no Campo e na Cidade – SAJUC 
Suplente: Instituto Mãe Terra 
 
Cadeira: Saúde 
Titular: Sindicato dos trabalhadores da Saúde – Sindsaúde 
Suplente: Associação Cajaverde 
 
Cadeira: Trabalho e Renda 
Titular: Central Única dos Trabalhadores – CUT 
Suplente: Instituto Recicla  
 
FÓRUNS E REDES 
 
Titulares 
Fórum Nacional de Mulheres Negras 
Rede Sapatá 
Reprotai 
 
Suplentes 
Cuca da UNE 
Kizomba 
Movimento Viva Gente 

BENEFICIÁRIOS DE POLÍTICAS PARA JUVENTUDE 
 
Titular: Representante dos Líderes de Classe da Rede Pública de Ensino – NTE 25 
Suplentes: Representante dos Beneficiários de Políticas Públicas para Juventude – Programa Primeiro Emprego  
 
MOVIMENTOS E ORGANIZAÇÕES DE JUVENTUDE 
 
Cadeira: Artísticas e Culturais 
Titular: Instituto Jovens Periféricos 
Suplente: Monitoramento Jovem de Políticas Públicas 
 
Cadeira: Comunidades Tradicionais 
Titular: Comunidade Quilombola da Barriguda 
Suplente: Povo Tupinambá 
 
Cadeira: Estudantis 
Titular: União dos Estudantes da Bahia – UEB 
Suplente: Levante Popular da Juventude 

 Cadeira: Hip-Hop 
Titular: Nação Hip-Hop 
Suplente: DVREC 
 
Cadeira: Jovens Feministas 
Titular: União Brasileira de Mulheres – UBM Movimento Sete Mulheres de Salvador 
Suplente: Marcha Mundial de Mulheres 
 
Cadeira: Jovens Negros e Negras 
Titular: UNEGRO 
Suplente: JCONEN Negritude Sussuarana 
 
Cadeira: Juventude do Campo 
Titular: Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares – FETAG 
 
Cadeira: Juventude LGBTQIA+ 
Suplente: União Nacional LGBT – UNALGBT

Acompanhe a SJDHDS nas redes: Facebook, Twitter, Flickr, Instagram e YouTube.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.