• RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Carnaval

14/02/2020 17:02

SJDHDS promove capacitação com policiais militares que atuarão no Carnaval

Mais de 500 policiais militares participaram, nesta sexta-feira (14), de uma capacitação para auxiliar os agentes na abordagem e condução dos casos de violações de direitos contra crianças e adolescentes e pessoas com deficiência nos circuitos do Carnaval. A ação foi promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS).

Mais de 150 policiais participaram da capacitação presencialmente e, os demais, através de videoconferência, transmitida pelo auditório do Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador. 

A coordenadora de Proteção da Criança e do Adolescente, Iara Farias, apresentou todas as ações que são desenvolvidas pela SJDHDS, através da Campanha Fique de Olho, que alerta a sociedade para a denúncia do trabalho infantil e exploração sexual.

“O Plantão Integrado, o Adolescente Proteja, a busca ativa, a colocação de pulseirinhas de identificação da criança, entre outras ações, são fundamentais para garantimos que essas violações sejam barradas. Por isso, essas capacitações são importantes para que os agentes saibam como abordar e para onde encaminhar cada caso. Desde a abordagem nas ruas, até o tratamento na chegada à delegacia e os encaminhamentos pós delegacia”, disse.

“Essas ações têm contribuído para a melhoria do atendimento ao público infantojuvenil. Têm reduzido o número de violações de direitos durante a festa e garantido um maior número de crianças protegidas, conforme garante o estatuto da criança e do adolescente”, acrescentou a vice-coordenadora executiva do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca-BA), Luciana Reis, presente na capacitação. 

Direito da Pessoa com Deficiência - Além das orientações de abordagem e atendimento a criança e ao adolescente, o assessor técnico da Superintendência da Pessoa com Deficiência da SJDHDS, Luis Araújo, falou sobre a abordagem qualificada na entrada dos portais da festa. 

“Para além da acessibilidade que a pessoa com deficiência precisa e tem o direito de encontrar nos circuitos, é preciso também uma abordagem sensível a estas pessoas. Em casos de revistas, comunicação e tantas outras situações é fundamental que o agente esteja preparado para as diversas deficiências que podem ser encontradas, como cadeirantes, surdos, etc”, disse.

Durante os dias de festa, a Central de Intérpretes de Libras da Bahia (Cilba) estará funcionando 24h, para que seja acionada em caso de atendimentos a surdos.  

 


Acompanhe a SJDHDS nas redes: FacebookTwitter, Flickr e Instagram.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.