• RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Prêmio Boas Práticas
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Justiça Social

07/08/2019 16:08

Caravana da Justiça Social: 1.230 atendimentos são realizados em Queimadas

A população de Queimadas, território do Sisal, foi a segunda beneficiada, desta semana, com os serviços gratuitos ofertados pela Caravana da Justiça Social, uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS). Aproximadamente 1.230 atendimentos foram realizados para serviços diversos, sendo eles: documentos civis (RG, CPF, Carteira de Trabalho e Certidões de Casamento, Nascimento e Óbito); testagem rápida de HIV e exame de DNA; emissão de carteiras do Passe Livre, para pessoas com deficiência, e ID Jovem, que garante descontos e meia entrada em cinemas, teatro e viagens.

A ação foi realizada no Colégio Estadual de Santo Antônio das Queimadas, nesta quarta-feira (7), e contou com a presença do secretário da SJDHDS, Carlos Martins, acompanhado do prefeito André Luís Andrade e uma das coordenadoras da Caravana, Andréa Sales. Na ocasião, visitaram todos os pontos de atendimentos dos serviços e dialogaram com a população sobre as benfeitorias que a Caravana proporciona aos mais carentes.

“São serviços estratégicos e fundamentais para a cidadania dessas pessoas. Tem gente que vem das zonas rurais, bem cedo, para ter acesso à um direito que é dever nosso assegurar. Isso é o que a Caravana faz: aproxima o Estado das pessoas, nos colocando sempre à disposição dos municípios para fortalecer cidadania e bem estar social”, afirmou Carlos Martins. O mutirão itinerante já chegou nos 27 territórios de identidade da Bahia e, a meta, é que chegue nos 417 municípios do Estado.

Seu Bento Araújo, de 78 anos, chegou bem cedo no mutirão para garantir um benefício que há tempos procura: a emissão da Carteira Passe Livre Intermunicipal, benefício que dá gratuidade para pessoas com deficiência em viagens intermunicipais. “Tenho deficiência na perna, e tantos outros problemas de saúde. Muitas vezes, preciso fazer exames médicos que aqui na cidade não tem, então, viajo com frequência para cuidar da minha saúde e continuar vivendo com alegria e bem estar. Estou muito satisfeito por ter conseguido meu benefício”, declarou ele, que soube da Caravana através do rádio, que costuma ouvir todos os dias pelo radinho de pilha.

“Para a gente, é uma mão na roda esse serviço! Vim tirar CPF e Carteira de Trabalho do meu filho Fabrício, que já tem 17 anos e não tinha esses documentos", também declarou, Analice Silva.

Uma demanda que teve atendimentos expressivos, comparados a outros municípios, foi o serviço de DNA, ação que incentiva o registro legal de paternidade. “Muito nos surpreendeu, tivemos 14 atendimentos do serviço, um quantitativo inesperado. Como é um exame custoso para famílias carentes, foi uma ótima oportunidade para que mães e supostos pais possam acessar um direito e garantir o registro adequado dos filhos”, esclareceram Andréa Sales e Adriana Almeida, responsável pelo serviço.

No fim da tarde, diálogos com a população LGBT e encontro Territorial da Assistência Social, dão continuidade às ações da Caravana em Queimadas.

Diálogos com a Juventude

O secretário da Carlos Martins também participou do Diálogos com a Juventude, “momento que desperta a juventude a ser protagonista na cidade onde moram”, disse ele. Diversos alunos do Centro Territorial de Educação do Sisal (Cetep), participaram do encontro, conduzido por Fernanda Sampaio, coordenadora da Juventude, da SJDHDS. Reflexões sobre visão de mundo, participação social e cultural, valores, ética, política e cidadania, deram a o tom do bate-papo.

“A gente quer muita coisa: quadra nova na escola, mais pontos de cultura e oportunidade. Mas a gente também precisa querer e ser mais atuante, participar do processo de construção do lugar em que vivemos. Isso para mim é visão de mundo, é um dos papéis fundamentais da juventude”, afirmou Brenda Morgado, de 18 anos.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.