• RH Bahia
  • RH Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Assistência Social

08/02/2019 21:02

Conselho Estadual de Assistência Social realiza segunda reunião do ano

O Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas-BA) realizou nesta sexta-feira (08) o segundo encontro de 2019. Entre as pautas discutidas pelo Conselho, que é vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), estavam a composição das Comissões Técnicas do conselho; o Relatório Anual da Gestão 2018 da Superintendência de Assistência Social (SAS/SJDHDS); o apoio técnico aos municípios e Sistema Único de Assistência Social.

Após a leitura da ata da última reunião, o grupo, que contou com a participação do secretário Cezar Lisboa (também presidente do Ceas/BA), do vice-presidente Mailson Pereira e da superintendente da SAS/SJDHDS, Leísa Sousa, discutiu os desafios para o ano. "Nós teremos muitos desafios em 2019, assim como tivemos em 2018. O nosso esforço é para levar as políticas públicas de assistência social até um número cada vez maior de baianos e baianos em todos as regiões do Estado.", afirmou Lisboa.

Os membros do conselho também deliberaram sobre a composição das comissões técnicas, que são Políticas Públicas e Normas; Benefícios e Transferência de Renda; Orçamento; Ética; e Acompanhamento aos Conselhos Municipais de Assistência Social – CMAS. O grupo também discutiu a proposta de fluxos de denúncias recebidas pelo Ceas/BA. Um grupo de trabalho que está debruçado sobre o tema apresentará a versão final para discussão no pleno do conselho.

No período da tarde, a superintendente de Assistência Social apresentou o Plano Anual de Aplicação da SAS/SJDHDS, que traz o detalhamento de todas as ações e iniciativas do Governo do Estado na área da assistência social. “O objetivo desse momento é apresentar e discutir com o conselho a nossa previsão de trabalho, ouvindo as ponderações da sociedade civil”, explicou Leisa. Entre as ações previstas no plano de trabalho estão mais uma unidade das Casas Abrigo da Mulher, além das unidades já implantadas e em implantação em Feira de Santana, Itabuna, Camaçari e Juazeiro.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.