• RH Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Nota Oficial

08/10/2018 09:10

Nota de Repúdio

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) repudia, veementemente, o assassinato bárbaro do mestre de capoeira e compositor Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, conhecido como Moa do Katendê. Ligado às causas afro-brasileiras e defensor da cultura baiana, o mestre de capoeira foi vítima da intolerância e da violência por conta de diferenças políticas que deveriam ser salutares numa democracia. O autor da barbárie crime, identificado como Paulo Sérgio Ferreira de Santana, de 36 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar. O crime, que está sendo investigados pelas autoridades e requer punição exemplar, será acompanhado de perto pela SJDHDS.

 Um crime bárbaro, que merece o nosso total repúdio e indignação. Não se pode naturalizar a violência e a intolerância, caso contrário estaremos fadados ao fracasso enquanto sociedade democrática. O Brasil precisa de paz, de respeito aos direitos humanos. Essas práticas precisam de um basta imediato.

 Aos familiares, amigos, alunos e companheiros, permanecerá o seu exemplo de luta. Que todos possam estar unidos, se apoiando e se ajudando, para juntos superarem o choque, a dor e a saudade.

 A Bahia está de luto pela morte do Mestre Moa, honra e glória da cultura negra de nossa terra.

 

 


Paulo Cezar Lisboa

Secretário de Justiça, Direitos Humanos e

Desenvolvimento Social

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.