• Banner do Neojiba
  • RH Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • .
  • .
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Redução de Danos

06/06/2018 12:06

Corra pro Abraço lança novo serviço de acolhimento à pessoas em situação de rua

O Programa Corra pro Abraço, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (SJDHDS), inaugura nas datas 07 e 13 de junho, das 14h às 18h, em Salvador (BA), um novo serviço voltado às pessoas em situação de rua e/ou usuárias de drogas, em contextos de extrema vulnerabilidade: as Unidades de Apoio na Rua (UARs). Instaladas nas regiões conhecidas como “Pela Porco”, em Brotas, e “Praça das Mãos”, no Comércio, os espaços são destinados para o acolhimento, cuidado e promoção de direitos. A abertura contempla e responde as demandas existentes desde o encerramento do projeto Ponto de Cidadania, há 11 meses.

Para o lançamento das Unidades serão realizadas nos dois dispositivos oficinas de grafite com o grafiteiro Marcos Costa. A primeira atividade será na quinta-feira (07), das 14h às 18h, no “Pela Porco”, na Rua Cônego Pereira, em Brotas, e a segunda no mesmo horário, na data 13 de junho, na “Praça das Mãos”, a Praça Marechal Deodoro, no Comércio.

O grande diferencial da nova proposta da ação é a realização de uma programação regular de oficinas sobre saúde e arte-educação com o público prioritário. Entre os usuários do serviço estão pessoas expostas à diversos fatores de risco, como exploração sexual, abandono escolar, falta de acesso à bens sociais, culturais e econômicos, desemprego, ruptura das redes social e familiar, saúde precária, entre outros.

“A proposta da Unidade de Apoio na Rua é promover e garantir a acessibilidade destas pessoas às diversas políticas públicas existentes e preveni-las de possíveis violações de direitos”, destaca Trícia Calmon, Coordenadora Geral do Programa Corra pro Abraço. A socióloga destaca que para alcance do objetivo, é preciso o envolvimento, fortalecimento e participação não apenas das pessoas assistidas, mas também da rede interinstitucional envolvida (saúde, assistência, justiça, educação, entre outros) e das comunidades dos territórios.

Segundo Denise Tourinho, Superintendente de Políticas sobre Drogas e Acolhimento à Grupos Vulneráveis da SJDHDS, as “Unidades foram instaladas em resposta à grave problemática que envolve, principalmente, adolescentes e jovens em situação de rua e que fazem uso de substâncias psicoativas”. Ela ressalta ainda que a localização do serviço é estratégica, pois contempla e atende, sobretudo, pessoas do Centro Antigo de Salvador, onde concentra-se a maior parte desta população.

Os dispositivos funcionam de segunda-feira à quinta-feira, das 14h às 18h, e contam com uma equipe multiprofissional com assistentes sociais, psicólogos e redutores de danos. E, em ambos territórios, ofertam: local para banho; kit higiene (sabonete, escova de dentes e etc.); oficinas e orientações sobre cuidado e autocuidado; e escuta técnica qualificada.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.