• Banner do Neojiba
  • RH Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • .
  • .
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Direitos Humanos

05/04/2018 14:04

SJDHDS, Setre e Instituto Rumpilezz dialogam sobre apoio a projetos socioculturais

O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins, recebeu nesta quinta-feira (05), a secretária Olívia Santana (Trabalho, Emprego e Renda), o maestro Leiteres Leite e a equipe do Instituto Rumpilezz. O maestro apresentou ao secretário o Método UPB, criado por ele, que estuda e dissemina as matrizes da cultura negra que são estruturantes na música popular brasileira.

UPB é uma sigla para Universo Percussivo Brasileiro e tem como objetivo refletir sobre a forte influência da matriz negra na música brasileira, ignorada pelos tradicionais métodos de ensino brasileiros, segundo o maestro. Atualmente, no Terreiro de Jesus, em Salvador, cerca de 170 jovens recebem formação para multiplicarem o conteúdo e potencializar o conhecimento sobre o tema.

Para o secretário Carlos Martins, o projeto é muito interessante e necessário em virtude da valorização da cultura negra. “Acredito que devemos trabalhar com a música e a arte em todos os sentidos e com todos os públicos, mas, especialmente, com os nossos jovens. É por isso que aqui na secretaria valorizamos as parcerias com o Ilê Ayiê e o Olodum, além de darmos total apoio ao Neojiba e às fanfarras escolares”, afirmou Martins.

Em virtude da saída no cargo, que acontece nesta sexta-feira (06), Martins pediu ao maestro e equipe que iniciem o processo de apresentação do projeto à SJDHDS com o objetivo de, dentro das possibilidades legais e financeiras, a secretaria e a próxima gestão possa atuar em parceria com o instituto, assim como acontece com os blocos afros.

De acordo com Leiteres, 90% dos alunos são negros e cerca de 30% já passaram pelo Neojiba. O secretário reforçou na reunião a importância do projeto ter caráter social e atender crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social para que uma parceria seja possível. Participaram do encontro o chefe de gabinete da SJDHDS, Cezar Lisboa; o coordenador do programa Vida Melhor da SJDHDS, Rubens Santiago; o superintendente de Desenvolvimento do Trabalho da Setre, Alexandro Reis; a coordenadora de Qualificação Profissional da Setre, Helenira Meira; e o coordenador do Instituto Rumpilezz, Mauro Rodrigues.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.