• Banner do Neojiba
  • Sei Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • .
  • .
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Direitos Humanos

09/01/2018 16:01

Edital do artesanato baiano lançado pelo Governo da Bahia contempla produção artesanal indígena

O governador Rui Costa lançou nesta terça-feira (09) o edital de publicização do artesanato baiano, cujo objetivo é dinamizar e facilitar o escoamento da produção artesanal na Bahia. O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins, participou do lançamento do edital, que contempla também a produção artesanal indígena. O evento contou ainda com as presenças da secretária do Trabalho, Emprego e Renda (Setre), Olivia Santana, do secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, da cantora Margareth Menezes e demais autoridades.

Para o governador Rui Costa, o novo formato proposto pelo Estado é melhor para os artesãos. "A arte de criar não pode estar presa. Estamos abrindo a possibilidade para que os artesãos possam comercializar melhor e ter mais apoio à produção. Com isso, a gente pretende aumentar a referência simbólica do artesanato baiano no Brasil e no mundo inteiro", destacou Rui.

Viabilizado pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), o edital conta com investimento de R$ 2,5 milhões. A organização social vencedora será responsável pelas ações de promoção e apoio à comercialização do artesanato baiano em todo o território estadual e nacional.

“Iniciativas como esta reforçam o compromisso do nosso governo com os pequenos produtores, nos mais diversos segmentos, incluindo aí a produção artesanal. O edital também contempla a produção realizada por povos indígenas, o que ajudará na ampliação do conhecimento e da comercialização da arte produzida”, afirmou o secretário.

No final do evento, o governador Rui Costa ainda participou da entrega de 100 carteiras para artesãos e artesãs baianos. O documento é exigência para que os profissionais possam emitir notas fiscais, exportar os produtos e participar de feiras de artesanato.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.