• Banner do Neojiba
  • Sei Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • .
  • .
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Segurança Alimentar

26/12/2017 10:12

Cisternas e PAA são temas de reunião com lideranças de Euclides da Cunha

O Secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins, recebeu na última terça-feira (26), representantes da Associação de Moradores de Euclides da Cunha e Povoados Adjacentes, para dialogar sobre a inclusão do município nos Programas de Implantação de Estruturas Hídricas de Acesso à Água para Consumo (cisternas) e no de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), ambos da SJDHDS.

Martins explicou ao representante das lideranças de Euclides da Cunha, João do Feijão, alguns critérios de elegibilidade para a inclusão de novos municípios no Programa de implantação de cisternas. “Nossa prioridade é beneficiar pessoas inscritas no Cadùnico, pois trata-se de uma política pública de acesso à água que possibilita às famílias rurais do semiárido, que se encontram em situação de vulnerabilidade social ou extrema pobreza, a terem acesso água para o consumo diário”.

Segundo o secretário, a ação é acompanhada de capacitação para convivência com o semiárido, com orientações sobre o uso racional da água e para a construção de cisternas, habilitando a própria comunidade para implementação do Programa e gerando trabalho e renda.

Outro ponto abordado na reunião, foi o PAA. Através dele, o Governo compra alimentos diretamente dos agricultores familiares para distribuição à população carente e doação a entidades da rede socioassistencial, equipamentos públicos de alimentação e nutrição, cozinhas comunitárias e unidades da rede pública e filantrópica de ensino. “Além de fortalecer a produção local e gerar renda aos pequenos agricultores, o PAA também abastece famílias em situação de maior vulnerabilidade social”, destacou Martins. Explicando ainda que o público prioritário do programa são os assentados e povos de comunidades tradicionais.

Na Bahia, o PAA é fruto de uma parceria entre a SJDHDS, responsável pela assessoria técnica aos municípios e pelos equipamentos de infraestrutura das Centrais de Aquisição e Distribuição de Alimentos, e o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), responsável pelo gerenciamento do sistema e financiamento das compras. O programa é gerido em conjunto com os municípios, que fazem a gestão das Centrais de Distribuição e a destinação dos produtos ao público-alvo.

Para João do Feijão, líder comunitário, esta foi a primeira de uma série de visitas para debater melhorias para o município. “O secretário tem sensibilidade e disposição. Hoje, estamos compreendendo como funcionam os editais e o que é necessário para sermos contemplados nas próximas inscrições, tanto com cisternas quanto do PAA. Saímos daqui confiantes”.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.