• Banner do Neojiba
  • Sei Bahia
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • .
  • .
  • Campanha Respeita As Mina
  • PAA  Leite - Cadastramento
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Direitos Humanos

21/12/2017 10:12

Mestres e músicos de fanfarras recebem certificado de curso do NEOJIBA

A noite de encerramento da temporada NEOJIBA no TCA, na última quarta (20), contou com uma ocasião especial. 50 mestres e músicos de fanfarras de escolas estaduais da Bahia receberam os certificados do curso oferecido pelo NEOJIBA em 2017. De março a dezembro, eles receberam formação teórica-instrumental dos profissionais do Programa. A formação deu continuidade ao trabalho desenvolvido em 2015 com as fanfarras e preparou todos eles para receber os novos instrumentos, que estão sendo entregues pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social a 35 escolas da rede estadual.

Grimaldo Bonfim, que trabalha com bandas há 45 anos, recebeu o certificado no palco como representante de todos os mestres e músicos que participaram do curso. Ricardo Castro, diretor geral do NEOJIBA, e Carlos Lisboa, chefe de gabinete da Secretaria de Justiça Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, fizeram esta entrega simbólica. “As fanfarras e o NEOJIBA compartilham da mesma missão, que é a busca pelo desenvolvimento social por meio da prática musical coletiva”, afirmou no palco Helder Passinho Jr., maestro coordenador do NEOJIBA que liderou o curso.

As fanfarras geralmente são o primeiro contato que os estudantes das escolas estaduais têm com a música. Por isso é importante qualificar o trabalho desenvolvido pelos mestres. Além das aulas dos instrumentos que compõe as fanfarras, foram oferecidas aulas de regência, teoria musical e iniciação musical. A proposta é oferecer um conjunto de conhecimentos para que os mestres estejam cada vez mais preparados para musicalizar as crianças que chegam para o primeiro contato com a música. Oficinas de lutheria também fizeram parte do curso, para que os integrantes das fanfarras saibam como conservar os instrumentos para que eles durem mais.

Muitos dos mestres que estão à frente das fanfarras escolares não tiveram a oportunidade de ter acesso a uma formação regular em música. O curso do NEOJIBA é uma oportunidade para eles desenvolverem um conhecimento técnico. “O curso já está dando resultado. Com o que aprendi e já passei para o grupo, percebi que o desenvolvimento dos alunos está melhor. A nossa fanfarra está se apresentando com mais dinâmica e com mais entusiasmo. Também melhoramos na questão da postura e da disciplina”, afirma Artur Pereira, mestre da fanfarra do colégio Paulo VI, em Candeias.

Para quem já tinha uma formação, o curso também foi proveitoso. Roberta da Silva, que trabalha com as bandas Nova Geração, de Mata de São João, e Integração da Bahia, de Simões Filho, a formação foi uma oportunidade para construir novos conhecimentos. “Sou trombonista formada, mas não tinha muita proximidade com os outros instrumentos. A iniciação dos alunos ficou muito mais fácil depois do curso. Com o que eu aprendi, consegui fazer com que os alunos tivessem uma resposta mais rápida”, conta a mestra.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.