• Banner do Neojiba
  • Prêmio de boias práticas 2017
  • Programa de Estágio
  • Novas sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • marca do passe livre
  • Dia das Crianças - Secretaria lança campanha Bote Fé no Futuro
  • .
  • .
  • Diário Oficial
  • Transparência Bahia
  • Compras Net

Desenvolvimento Social

17/11/2016 17:11

Fundação Mitsui avalia positivamente projetos do Neojiba

O presidente da Fundação Mitsui Bussan do Brasil, Shinji Tsuchiya, que apoia projetos dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), iniciativa do Governo do Estado, reconheceu  que o trabalho desenvolvido pelo programa tem contribuído para o desenvolvimento social da Bahia, e garantiu que “a fundação vai colaborar o quanto puder com as ações do Neojiba”. 

A declaração foi dada durante a visita, na tarde da quarta-feira (16), ao Núcleo de Prática Orquestral e Coral (NPO), no Bairro da Paz, e ao Núcleo da Liberdade, no Parque do Queimado, quando foram apresentados o resultado do investimento realizado pela Mitsui, direcionado à construção de quatro salas de música do NPO, que são utilizadas por integrantes da Banda Experimental Pedagógica, Banda Sinfônica da Paz e do Coral da Paz para ensaios gerais, de naipe e individuais. A Fundação também investiu em parte da reforma das edificações do Parque do Queimado, espaço que abrigará a futura sede do programa. A comitiva contou com a participação do chefe de gabinete da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Kívio Dias, e representantes do Neojiba. 

Durante a visita ao NPO do Bairro da Paz, que funciona no Espaço Crescer, e é gerido pela Santa Casa de Misericórdia, a comitiva visitou as novas salas com isolamento acústico, e pôde conferir um pouco do aprendizado dos alunos de flauta doce, trombone, além de apreciar uma breve apresentação da Banda Sinfônica da Paz. Segundo Lísia Weckerle, diretora de ação social e cultural da Santa Casa de Misericórdia, quando o projeto foi iniciado no bairro, as crianças e jovens frequentavam as aulas em creches e escolas, mas não faziam atividades complementares. “Com a vinda do Neojiba, presenciamos uma grande transformação na comunidade porque a arte restaura o ser humano, e é fundamental para ter uma nova percepção de mundo”. Lísia contou também que “o trabalho interligado, com acompanhamento social individualizado e valorização da história de cada aluno, tem sido muito importante para a eficácia do aprendizado técnico”. 


Núcleo Liberdade

A agenda no Parque do Queimado foi marcada pela visita à sala onde acontecem as aulas de iniciação musical para 60 crianças de 05 a 09 anos. Com a presença do maestro Ricardo Castro, os alunos exibiram técnicas para apresentações nos palcos, além de algumas músicas acompanhadas com violinos de plásticos. Os alunos do canto coral também apresentaram o trabalho, que ainda este ano será exibido em escolas, hospitais e outros espaços do bairro da Liberdade.

Na sequência, os representantes da Mitsui conheceram detalhes técnicos do projeto, que, segundo o diretor geral e fundador do Neojiba, o maestro Ricardo Castro, “será um espaço inovador, semelhante às conceituadas escolas de músicas que existem em grandes países”. O edifício vai abrigar sala de música de câmara, seis salas de aula, ensaios e estudo, além de sala de produção audiovisual, depósitos para instrumentos, camarins e sala técnica. Serão investidos R$ 16,5 milhões na requalificação do espaço, que é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.